quinta-feira, 27 de junho de 2013

Manifestações populares no Brasil

As manifestações populares e a urgência da reforma política no Brasil

DIÁRIO DA MANHÃ
JEAN GASPAR
Há décadas, o Brasil não registrava manifestações populares de tamanha amplitude como as que vimos nos últimos dias. Do Norte ao Sul, o País foi sacudido, inicialmente pelo movimento contra o aumento das tarifas de transporte, e na sequência, por outras reivindicações.
Fora os saques e atos de vandalismos de alguns oportunistas, a marca maior dos protestos é que o brasileiro está, sim, interessado na política e nas questões sociais do País. Provou, acima de tudo, que queremos um Brasil melhor agora e para as futuras gerações. Um Brasil que se construirá com a participação popular no processo político.
O aumento das tarifas dos meios de transportes foi só a gota de água que fez transbordar a insatisfação com vários outros aspectos da vida social, como a corrupção e o superfaturamento de obras para a Copa. Amplificou a urgência de mais investimentos em educação, saúde e transporte público.
O grito popular evidencia que este é um momento privilegiado para repensarmos nossa estrutura política, que dá mostras de estar superada. Urge, portanto, estabelecer como prioridade a reforma política com a participação popular, aproveitando o clamor das ruas para reaproximar o povo brasileiro de seus representantes.
Vários temas precisam ser revistos: combate à corrupção e ao nepotismo, ampliação da participação da mulher na política, definição de normas para financiamento público e privado das campanhas eleitorais, exigência da ficha limpa, sistema proporcional para eleição de deputados e vereadores, entre muitos outros. Voltaremos a esses temas em breve, para discuti-los de forma aprofundada.
Para chegar a uma reforma efetiva do nosso sistema político, é fundamental ouvir a população e fazer prevalecer valores como participação, transparência, liberdade, igualdade, justiça, respeito, diversidade e ética.  
Só assim a democracia e a representatividade sairão fortalecidas. Que nossos políticos tenham a sabedoria de perceber que é chegada a hora de arregaçar as mangas para fortalecer a participação popular que os movimentos e manifestações desta semana demonstram ser o anseio nacional.
(Jean Gaspar, mestre em Filosofia pela PUC-SP; apresentador do programa Filosofia no Cotidiano (TV Cantareira); presidente da Liga do Desporto – entidade que promove atividades físicas e desportivas como instrumento de educação e formação da cidadania)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário